Notícias

DERMATITE OCRE

A presença de manchas acastanhadas na pele semelhantes à ferrugem predominante nos membros inferiores e é uma condição relativamente comum na população e gera imenso transtorno estético nas pessoas acometidas.

DERMATITE OCRE, UM TRANSTORNO MAIS COMUM QUE VOCÊ IMAGINA.

A presença de manchas acastanhadas na pele semelhantes a ferrugem predominantemente nas pernas é uma condição relativamente comum na população e englobam doenças variadas  sendo muito frequente a dermatite ocre. 

 A dermatite ocre são manchas acastanhadas que aparecem na pele, em regiões como pernas e tornozelos, acomete adultos e idosos que permanecem muito tempo em pé ou sentados  muitas vezes associadas a quadros avançados de varizes e é provocada pela estase sanguínea  com a saída do sangue de dentro dos pequenos vasos sanguíneos (capilares) para a pele. Uma  vez que a hemácia (glóbulo vermelho do sangue) sai do vaso, ela se rompe e libera a  hemoglobina que contém ferro sendo este responsável pela alteração da cor da pele  semelhante a uma ferrugem processo este parecido com uma tatuagem ‘inversa’ (de dentro  para fora). A dermatite ocre é uma condição benigna de importância principalmente estética  sendo agravadas por obesidade, trauma local e sedentarismo. 

 Como medidas de prevenção, recomenda- se evitar o excesso de peso e permanecer em pé ou sentado por muito tempo. Para pessoas cujas profissões as obrigam a ficar nestas posições,  é indicado o uso de meias elásticas compressivas e elevação dos membros sempre que  possível. Também é recomendável adquirir o hábito de caminhar, de se exercitar. 


Podem ser aplicadas medicações tópicas prescritas para uso domiciliar, uso no consultório  (Peelings), medicamentos orais, e utilização de tecnologias como a LIP (Luz intensaPulsada),  Yag laser nano segundos ( Q Switched) entre outros.